Consumo de Cafeína durante a gestação


Se você adora café mas tem receio que possa fazer mal ao bebê, você não precisa ficar com culpa nem parar completamente de tomar, apenas consumir com moderação e não ultrapassar o consumo diário de 200mg por dia, equivalente a duas a três xícaras por dia.

A cafeína está presente maioritariamente no café, mas também se encontra numa grande variedade de alimentos, bebidas e até medicamentos, como nos chás, refrigerantes, bebidas energéticas, chocolates e medicamentos como analgésico contendo cafeína.

Estudos mostram que a ingestão de cafeína acima de 300mg está associada ao baixo peso ao nascer, ao aborto espontâneo e ao maior risco de hipertensão na gravidez.

Alguns estudos revelaram que filhos de mães com consumo superior a 500 mg de cafeína por dia durante a gestação eram mais susceptíveis a tremores, taquicardia, aumento do índice respiratório, e insónias.

De acordo com os especialistas níveis baixos de cafeína são considerados seguros mas o importante é que as gestantes bebam bastante água e não substituem por bebidas com cafeína.

Referência:

Cristina dos Santos Carvalho,Gisele. Sentido da coerência e ligação materno fetal. Estilo de vida da mulher durante a gravidez.Universidade Nova de Lisboa. Lisboa, Portugal 2005.

#Cafeína #Suplementação #Saúde #Gestação #Maternidade #Prevenção

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo