Paracetamol durante a gravidez. Quais os riscos?


Quem nunca durante a gestação tomou paracetamol para alívio das dores de cabeça.

Paracetamol é o medicamento mais usado para dor e febre durante a gravidez em muitos países, entretanto, pesquisas recentes sugerem que o uso de paracetamol na gravidez está associado ao desenvolvimento neurológico fetal anormal.


Esses estudos demostraram que o uso crônico do paracetamol durante a gravidez tem um efeito na programação do desenvolvimento cerebral fetal e as suas conseqüências clínicas poderão ocorrer somente anos mais tarde. Os mecanismos de ação acontecem pela interferência do paracetamol com o gene BDNF, Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro, e com os sistemas neurotransmissores (incluindo serotonérgicos, dopaminérgicos, adrenérgicos e endocannabinoides endógenos) e ciclooxigenase-2.

A hipótese é que as ações analgésicas do paracetamol estão substancialmente ligados a vários neurotransmissoressistemas. A atividade analgésica do paracetamol é diminuída pelos inibidores da serotonina, opioides endógenos, canabinóides endógenos e, possivelmente, acetilcolina. Além disso, a atividade de alguns neurotransmissores como substância P, glutamato e, possivelmente, noradrenalina é inibido pelo paracetamol.

Em uma revisão recente, Homberg et al. enfatizaram o papel do 5-HT e do BDNF no desenvolvimento e na maturação cerebral e , eles sugeriram que uma interação mútua entre o BDNF e o 5-HT seja essencial para a manutenção de neuroplasticidade. Portanto, pode-se esperar que a interferência ação do paracetamol com esses dois sistemas durante estágios críticos do desenvolvimento do cérebro tenha conseqüências neurocomportamentais persistentes.

Devemos sempre agir com precaução e verificar a necessidade da tomada do medicamento, sabemos que os riscos existem, intoxicação também e estão relacionados com a individualidade genética, cada um de nós apresenta uma resposta terapêutica.

Thompson, John M. D. et al. “Associations between Acetaminophen Use during Pregnancy and ADHD Symptoms Measured at Ages 7 and 11 Years.” Ed. Kenji Hashimoto. PLoS ONE 9.9 (2014): e108210. PMC. Web. 21 Dec. 2017

Eivind Ystrom. et al. Prenatal Exposure to Acetaminophen and Risk of ADHD Published online November 01, 2017 PEDIATRICS Vol. 140 No. 5 November 01, 2017 .

#Gestação #Genética #Maternidade #Gravidez #Saúde #Prevenção

15 visualizações0 comentário